Histeroscopia Cirúrgica

Imprimir PDF

          A histeroscopia cirúrgica é realizada por via vaginal após dilatação do colo uterino. É utilizado um meio líquido para a distensão da cavidade uterina. Sempre executada sob anestesia geral ou bloqueio anestésico, em caráter ambulatorial.

          Para os casos de pacientes que possuem o canal do colo uterino muito estreito (comum nas mulheres pós-menopáusicas),utilizo instrumental próprio que só existe em pouquíssimos centros do país, não estando disponível nos hospitais de Porto Alegre.Tem como diferencial o diâmetro reduzido do aparelho, permitindo a realização do procedimento com dilatação inferior à necessária com o equipamento usual.Esse diferencial muitas vezes permite que se realizem procedimentos que não foram possíveis de serem executados com o equipamento convencional.
          Através deste procedimento é comum retirarmos pólipos, miomas sub-mucosos, realizar ressecção de endométrio(ablação), desfazer sinéquias, ressecar septos.
          A histeroscopia cirúrgica é um procedimento resolutivo, principalmente quando comparado à curetagem uterina, que era o que apenas dispúnhamos no passado recente.Com este novo procedimento tem se conseguido diminuir em muito o número de histerectomias (retirada do útero). Além de ser um procedimento ambulatorial, a recuperação é muito tranqüila, não causando nenhum tipo de dor no pós-operatório. No dia seguinte, pode-se realizar suas atvidades normais, sem necessidade de cuidados especiais.